Sorry

Eu te peço desculpas pelo mau jeito, não arrumei a casa nem a vida pra te receber, aquele beijo de despedida que marcou a sua chegada foi uma boa surpresa. Eu queria te oferecer o meu melhor, mas veja, é tudo caos e desejo e teu silêncio me aproxima e me assusta. Você não sabe, mas não compartilho minha vida nem meu espaço. E de repente você está sentado fumando um cigarro no meu sofá, acordando na minha cama, tomando um café antes de ir embora. Tantas coisas que você não sabe, talvez nem imagine, mas nem precisa, quando estamos juntos parece tudo tão fácil. Eu te peço desculpas pelo mau jeito, por fazer declarações de amor que não fazem o menor sentido a não ser para mim, por não saber falar nem agir porque era para ser apenas um sexo casual e não foi, por não estar disponível e sentir tanto medo. Eu queria te oferecer uma vida, mas o máximo possível é uma carona até a rodoviária, pois não há tempo nem espaço para mais nada. Tudo o que temos são madrugadas alcoólicas, corpos ofegantes e orgasmos sorridentes. Nenhuma certeza a não ser a de que nos perdemos em alguma parte do caminho, que não há mais volta nem salvação. Aquela ferida tão familiar que continua sangrando. Quase nos esquecemos por alguns instantes, mas sabemos que histórias de amor terminam sempre do mesmo jeito. Será o suficiente para nós?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s