Máscara

Segundo os manuais de aviação, se estiver em companhia de uma criança, em caso de despressurização, primeiro coloque a máscara em você e depois em quem estiver te acompanhando. Ouvimos essa recomendação em cada voo, fazemos paródia em filmes e não percebemos que há uma máxima importante: se você não puder respirar, não poderá cuidar de quem está ao seu lado. Primeiro coloque a máscara em você. Tão difícil lembrar dessa urgência quando seu mundo começa a desmoronar. Como salvarei os meus? Como os protegerei? Levo ao médico, cuido da alimentação, fiscalizo o sono, observo, amo.. Faço os sacrifícios necessários, coloco a máscara. Neles. Tenho feito isso há tanto tempo que nem percebo mais. E quando vejo estou sufocando. Foi preciso que eu perdesse tudo, que eu começasse a cair vertiginosamente, que vivesse um apocalipse. Primeiro coloque a máscara em você. Só então comecei a respirar, pude tomar decisões com o cérebro oxigenado, nem sempre as melhores, mas há que se começar de alguma forma. Então, respirando, posso cuidar dos meus, verificar se estão respirando, ajustar suas máscaras. E ajustar a minha, encontrar outros respiros. É preciso respirar para viver. Primeiro coloque a máscara em você.