Por enquanto

Acordo com teus versos e a promessa do teu corpo quente. Enquanto te leio imagino a embriaguez tomando nosso desejo num dia ensolarado, a suave volúpia de teus dedos percorrendo a gravura de minhas costas enquanto nossas línguas se molham em uma dança lenta. Passo instantes em devaneios, esperando o quando. Enquanto enfrentamos a suspensão do tempo alimentamos vontades e insinuamos a promessa de uma noite e um despertar. Aguardo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s