Eu mesma

Não espere coerência, nem concordância.
Meu ser não abarca conceitos, nem rótulos, nem definições.
Sou resultado da subjetividade de uma alma presa num corpo feminino, com vários toques de inconstância, impaciência e uma dose gigantesca de amor.
Minha existência é um mar de contradições e, se cheguei até aqui, foi por pura teimosia.

Como Pessoa, tive em mim todos os sonhos do mundo. A maioria deles, no entanto, ficou pela entrada, em algum butiquim…
Muitas considerações a fazer, só não sei se terei vontade de fazê-las.
Se não, vou compartilhar textos que eu gosto, que me fizeram durante a vida.

A todes, desejo uma boa jornada…

2 pensamentos sobre “Eu mesma

  1. Acho que eu poderia ter colocado quase o mesmo texto no meu blog. Minha memória não me ajuda, mas é algo mais ou menos assim:

    “Não sou nada, não posso querer sem nada, fora isto, tenho em mim todos os sonhos do mundo”.

    A única diferença talvez, é que não deixo meus sonhos pingarem pelo caminho, escorrerem por entre meus dedos e se juntarem com tantas outras gotas que descem pela sarjeta do mundo. O que escorre eu lambo novamente e devoro. Meus sonhos e meus devaneios fazem de mim o que eu sou e ninguém, nem eu mesma, pode tirar isto de mim. Ninguém mesmo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s