Perfeição

Alguém deveria nos contar que as grandes coisas não existem. Que os moinhos de vento estão em todos os lugares e que cada pequeno feito é uma importante vitória.
A megalomania da vida online faz com que cada refeição, cada beijo, cada pôr-do-sol seja uma experiência mágica, única. E seguimos vivendo na saturação de imagens, gostos e experiências – todas únicas, infinitas e publicizadas. Toda a simplicidade das pequenas coisas – as verdadeiras – que ocorrem no silêncio e no vazio da vida se perde nesse grande show pirotécnico do virtual.
Quanto a mim, que sou do século passado, cada vez mais é no pequeno, na minúscula vitória de cada dia, que me realizo e concretizo. A guerra dos últimos tempos tem sido contra a “perfeição”. Tenho perdido várias batalhas, mas são essas derrotas que me permitem continuar.
Hoje, por exemplo, foi dia de costura. Tudo sob controle até chegar nos pontos manuais. Tortos e assimétricos. Como eu sou, como a vida é. O primeiro impulso é desmanchar e começar de novo. Às vezes até faço. Hoje não. Estou me acostumando com o processo e com todas as maravilhosas imperfeições da vida.
Costurar me traz paz, me enche de afeto e me proporciona essas pequenas vitórias. Não é importante pra ninguém.
Só pra mim.

♪♫ This is ground control to major Tom ♪♫

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s